domingo, 28 de fevereiro de 2010

Partes que se encaixam... Lego




Bom, depois de muito tempo sem postarmos, resolvi acessar e postar sobre algo que não sai de moda nunca, O LEGO! Me lembro de quando era mais nova em um natal recebi uma caixa cheia de peças para montar, aquilo me instigou a criatividade e a partir daí não parei de montar... uma caixa com manual que ensinava montar apenas casas, (porque os Legos femininos sempre são casinhas), fez com que eu montasse bares, carros, aviões... super empolgante!


Hoje, quase 15 anos depois, vejo isso acontecendo com meu sobrinho, então pronto. Está comprovado, o Lego não sai de moda... também esse brinquedo acompanha as tendências e torna cada vez mais inovador quando nos surpreende com coisas que já mais pensamos em montar. Pesquisando um pouco antes de postar aqui, achei imagens incríveis de pessoas montadas com Lego... dá pra crer? Resolvi até postar uma delas aqui.


Mas afinal, como isso começou?


"Criado pelo dinamarquês Ole Kirk Christiansen, é fabricado em escala industrial em plástico injetado desde meados da década de 1950, popularizando-se em todo o mundo desde então. O brinquedo surgiu numa pequena empresa familiar na década de 1930. Obteve sucesso na década de 1960, expandindo-se nas décadas seguintes.
Atualmente o grupo LEGO emprega mais de 10.000 pessoas em cerca de 140 países, ocupando a posição de líder mundial no segmento de brinquedos para crianças nas faixas dos três meses aos dezesseis anos de idade."



E pense... além de estimular a criatividade, é comprovado por médicos e estudiosos que ajuda na educação.


"Os produtos LEGO encontram-se hoje em massa nos grandes institutos de educação nos países desenvolvidos, desde a pré-escola, onde as linhas tradicionais do grupo divertem as crianças e estimulam a sua concentração e criatividade, até à universidade, onde linhas tecnológicas como a LEGO Technic e a LEGO Mindstorms permitem aos estudantes aperfeiçoarem-se em design, robótica e mecatrônica."



Algumas curiosidades:


"- Kristiansen seu criador escolheu o nome Lego que significa do dinamarquês "brinca bem", que em latim significa "eu armo" ou "eu junto", uma coincidência que o carpinteiro desconhecia.
- De acordo com informação do fabricante, divulgada a partir de
1974, com apenas seis tijolos LEGO 2x4 poder-se-iam obter 102.981.500 diferentes combinações. Entretanto, em 2004, cálculos do Departamento de Matemática da Universidade de Copenhagen indicaram que esse número eleva-se a 915.103.765 combinações possíveis.
- A margem de erro tolerada nas dimensões de uma peça LEGO é de 2 milésimos de
milímetro.
- O brinquedo é utilizado nas competições da
FIRST.
- Foram recriadas algumas obras de
Maurits Cornelis Escher com Lego.
- Em
2009, a Lego, em parceria com a Alcatel, lançou um telefone celular desmontável. O seu proprietário pode alterar-lhe a aparência, trocando a parte externa, exatamente igual às pequenas peças do brinquedo.




Incrível não?


Se você tem Lego em casa aproveite para ver quantas mil coisas você pode montar e desmontar... :)


Fonte: Wikipédia [http://pt.wikipedia.org/wiki/lego]


Letícia Lee

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Chanel 2.55 ::. Moda & Comportamento

Uma das tendências da moda feminina para a estação, fica por conta de um acessório já comum na rotina de mulheres com diferentes tipos de personalidades e afazeres diários diversos. Enquanto algumas as tratam como "companheiras" do dia-a-dia, outras as têm apenas como uma espécie de "porta-treco" diário.
Tratamentos à parte, o fato é que a bolsa feminina ultrapassou gerações com diferentes pensamentos, vividos nas mais distintas épocas e padrões sociais e que, hoje em dia, ainda é tida como acessório-ícone e indispensável no dia-a-dia corrido das mulheres modernas.
Por volta de 1955 a conceituada marca Chanel, simplificou o uso destes acessórios (anteriormente apenas carregados à mão), introduzindo nas extremidades da até então bolsa-carteira, uma corrente dourada que permitia a utilização a tira colo da bolsa, nos ombros. Surge então, a primeira bolsa com corrente do mundo: a famosa "Chanel 2.55".


Chanel 2.55 é uma bolsa relativamente pequena que exige, porém, do processo de fabricação, cerca de 180 etapas. Etapas estas que, obviamente, são mantidas em segredo pela marca desde a época da criação do acessório.
Esquecida a um certo tempo, a bolsa modelo Chanel 2.55, volta com tudo no século XXI, complementando o visual das mulheres com perfis casuais e descoladíssimos.
As opções para uso são inúmeras. O antigo modelo ganha, no século atual, cores diferenciadas e tamanhos distintos. Contudo, o leque para combinações só aumentam.



O bacana é que como nem todas mulheres podem desembolsar cerca de US$ 3.300,00 por uma das bolsas Chanel, o mercado brasileiro criou versões genéricas do modelo com preços bem reduzidos.

Já para as mulheres que gostam de customizar e reformar peças antigas, segue abaixo a dica de um site que tenta ensinar você a transformar sua antiga carteira de mão, em uma bolsa do modelo queridinho da estação.
http://manequim.abril.com.br/faca-e-use/customizacao/bolsa-com-alca-de-corrente-487110.shtml?page=page2


Fico por aqui.
Ótimas festas para todos e excelente 2010; se divirtam bem vestidos!
Grande Abraço,

Kim Raphael (K.K)

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

SILVERHAWKS



Silverhawks foi uma série televisiva de animação desenvolvida por Rankin / Bass e distribuída por Lorimar-Telepictures em 1986. A animação foi produzida por Pacific Animation Corporation, o nome de trabalho de um coletivo de estúdios japoneses, incluindo Topcraft, um grupo que mais tarde viria a formar o Studio Ghibli. No total, 65 episódios foram feitos. Ele foi criado como um espaço vinculado equivalente de suas séries anteriores, os ThunderCats.
Com o sucesso dos Thundercats a Rankin/Bass,resouveu investir nas series de super-heróris,então criou uma espécie de "Thunder Cats do futuro" ao invéis de felinos guerreiros,surgiram Heróis Biônicos e com asas de metal,os Silverhawks.
Os Silver Hawks tinham inúmeros poderes como voar, em asas de prata ou lutar com nervos de aço. Parte metal, parte de carne e osso esses guerreiros sacrificavam seus corpos humanos, modificando-os para suportar as longas jornadas até a Galaxia de Limbo, para onde foram enviados para defender o Universo do Monstro Estelar e seu bando intergalático: Lagartão, Serrivel, Minotauro, Terremoto, Molecular, Trapaceiro, Da Pesada e a "Loucura Musical da Melodia".
Segue para vocês uma lista com a descrição dos personagens do saudoso desenho Silverhawks.


Comandante Stargazer- Policial velho duro e horrível com capacidades biônicas. Ele capturou O Mostro Estelar vários anos atrás, e o manteve preso. Mais velho que os outros Silverhawks, deseja voltar à Terra para uma férias ou aposentadoria. Ele serve principalmente como os "olhos" e "ouvidos " dos Silverhawks , enquanto os mantêm notificados da situação atual.


Quicksilver- Era ex-chefe da Força Interplanetária H, e é o líder do campo atual dos Silverhawks. Tem um companheiro pássaro-ciborgue chamado Falcão Biônico.

Bluegrass- Bluegrass é o principal piloto do grupo e também é vaqueiro. Ele é o único dos Silverhawks que não pode voar, mas dirige a nave da equipe, que tem a forma de um falcão, o Maraj.

Steelheart e Steelwill- São irmãos gêmeos.São os únicos Silverhawks que tiveram seus verdadeiros corações subsitiuídos por outros de aço durante a transformação. Têm poderes telepáticos e normalmente quando um se encontra em perigo, o outro pressente.

CopperKid - Um gênio matemático do Planeta dos Mímicos. Ele só "fala" em tons matematicamente calculados ou apitos.Copperkid é uma acrobata natural e tem dois discos especiais nos quadris, que lança como frisbee.

Hotwing - um Silverhawk dourado de herança africana que foi adicionado no meio do desenho. Mágico e ilusionista qualificado. Ele recebe seus poderes de uma força de energia mística que o 'escolheu' para portar os poderes para lutar contra a injustiça. Ele tem que recarregar estes poderes um pouco todos os anos, caso contrário, morrerá. Um momento notável foi quando Zeek, o Bico, enganou a força mística em lhe dar estes poderes que teriam resultado na morte de Hotwing.

Moonstryker - Ele pode impulsionar-se através do espaço por um ciclone poderoso gerado de hélices que emergem de sua cintura. Ele é arrogante, mas um atirador perito, como demonstrado quando atirou uma caneta fora da mão de Stargazer quando eles se conheceram no episódio "Battle Cruiser".Seu companheiro de luta é o falcão Tailspin.

Condor -Um antigo aliado do Comandante Stargazer, a quem Condor chama "Olhar". Condor é um agente solitário, que se acredita ser um caçador de recompensas ou marechal federal.Em vez de asas, ele tem bodyparts cibernética semelhante ao Stargazer, e também um jetpack.Condor sempre fala como Humphrey Bogart.

Saymor - o alívio cômico de espetáculo de televisão, ele um cabo espacial com a citação " Entende o que eu digo?"Ele tem uma espécie de táxi espacial que transporta os silverhawks sempre que eles precisam.
Zeek ou Zico, o Bico - Amigo de Saymor, é um estranho pássaro verde. Ele acompanha freqüentemente Saymor em passeios de táxi.


Monstro Estelar e sua Gangue


Monstro Estelar - um chefe estrangeiro que escapou da cela dele, situado no Planeta Penal. Ele usa o poder do Monstro estelar de Limbo para transformar em uma criatura armadura-banhado, eriçada com propugnador de foguete nos cotovelos dele. Monstro Estelar monta uma espaço-lula " gigantesca ". Ele não gosta de Stargazer devido aos conflitos passados deles, e estende isso aos Silverhawks. Monstro Estelar transforma na forma alternada dele chamando no Moonstar para lhe " dar A mente, o músculo, a ameaça, " de Monstro Estelar.


Lagartão - uma espécie de homem-cobra, principal ajudante do Mostro Estelar. conhecido por constantemente dizer " Oh yess, Chefe. . . yess. "


Da Pesada - uma criatura extremamente inteligente que leva uma mochila em cima dele cheia de armas ego-criadas e equipamento. Da Pesada tem o talento exclusivamente afiado por invenção, e pode inventar máquinas efetivas com pequeno tempo investido em pesquisa e desenvolvimento (ao invés de um real inventor). Monstro Estelar considera Da Pesada o ajudante mais perigoso dele por causa deste talento.


Melodia - um ser musical que serve como antagonista ao Silverhawk Bluegrass. Melodia viaja normalmente em um cavalo estradeiro é visto, enquanto causando destruição e atos sortido de terror como diversões. Melodia quase sempre leva um sintetizador musical como arma.


Serrível - Ser totalmente cibernético (e independentemente sensível) máquina de guerra com navalha afiada circular com lâminas cortantes que podem ser usadas como armas de projétil.


Tornado - um terrorista ambiental com um diapasão enorme que o permite a manipular ou gerar padrões de tempo destrutivos.


Molecular - uma criatura sem igual com a habilidade para trocar em qualquer forma ou forma ou estado de assunto. Ele era o mestre de Monstro Estelar.


Zero - Ladrão de memórias, tem um caráter sombrio.registra as recordações em fitas cassete.Ele negociou ocasionalmente com Monstro Estelar, quando teve oportunidade.


Minotauro - um minotauro que nunca fala, apenas emite grunhidos e parece não ser muito esperto. É inimigo jurado de Stellwill por causa da força e habilidade sobre ele.


Trapaceiro - Dono do cassino de Starship tem máquinas para abrir seus olhos e leva sempre um bastão com ele.


Parador do Tempo - Um delinquente juvenil convencido por sua habilidade para parar o tempo e todo o ambiente ao redor dele durante 1 minuto.


The bounty hunter - Esta no Planeta Penalty. Absorve a energia dos inimigos

Os Silverhawks vão e voltam do SBt, então fique de olho porque els podem passar a qualquer momento no Bom dia e CIA ou programas afins.


sábado, 31 de outubro de 2009

EUUU TENHO A FORRRRÇAAAAAA!!!!


Nos idos dos anos 80 um novo desenho animado havia estreado na TV e em poucos dias já havia conquistado uma legião de fanáticos. Produzido pela mitica Filmation seu protagonista era um super-herói louro, cabeludo e musculoso que portava uma espada. E tinha um tigre ajudante, que fazia também o papel de montaria e falava ! Estamos falando meu caro saudosista de HE-MAN !!!



Todas as histórias se passavam no planeta Etérnia, em que a magia dividia a mesma importância com a tecnologia. Nesse cenário futurístico um certo príncipe com ar abobalhado havia descoberto "fabulosos poderes secretos" através da espada mágica, que uma vez erguida, seguida do poderoso brado "Pelos poderes de Greyskrull... eu tenho a força!!!" (quem esquece?). Ele se transformava em um brutamontes extremamente forte, o único capaz de salvar o planeta das mãos do maléfico Esqueleto.



Além de He-Man, o desenho apresentava personagens pitorescos e, por vezes, engraçadíssimos. Claro, eles todos acabaram se tornando muito queridos também. Entre os principais estavam o Gato Guerreiro, fiel escudeiro (o tal tigre que servia de montaria), Gorpo (mistura de bôbo-da-côrte e mágico trapalhão), Menthor e Teela (pai e filha, ambos funcionários da guarda do rei), o rei e a rainha, é claro (essa curiosamente é uma terráquea que foi parar em Etérnia e acabou se dando bem) e a Feiticeira (uma fada com poderes mágicos). Esses são alguns dos "bom-mocinhos" na história.



Mas haviam também vilões cativantes. O principal deles era o Esqueleto, com seus constantes planos para invadir o planeta. Por causa do seu visual, estilo covarde e, principalmente a sua voz (lembre-se do grito irado: "He-maaan! Voce me Pagaaa!"), ele pode ser considerado um dos grandes vilões do mundo da fantasia. Mas ele não agia sozinho. Tinha a ajuda do Homem-Fera, da bruxa Maligna, do Aquático e outros ajudantes malvados, mas engraçadíssimos. De vez em quando pintavam algumas "participações especiais" de personagens como o Aríete (aquele da cabeça de aço, que com uma cabeçada era capaz de destruir uma montanha) e o Mandíbula (esse do lado do Esqueleto, tinha uma mordida realmente poderosa).


Apesar de Ter um design, colorido e movimentos simples, mesmo em comparação a outros desenhos da época, He-Man e os Defensores do Universo se destacava de todos, na minha opinião, pela sua maravilhosa trilha sonora, com corais e orquestrações capazes de, instantaneamente, nos transportar para dentro da TV. Outra inovação: em todo final de episódio havia um resuminho, apresentado por algum personagem, que explicava a "moral da história". Assim, além da garotada se divertir, aprendia também a lição do dia.



Não é à tôa que a série He-Man tem, até hoje, uma imensa legião de fãs, em vários lugares do mundo. Com o estrondoso sucesso, foi inevitável o surgimento de vários sub-produtos, com destaque para o desenho da She-Ra, a irmã do He-Man que vive em um outro mundo (ou universo paralelo, como se costuma chamar nos gibis).
 
No ano de 2001 He-Man teve uma nova formatação, ao estilo mais moderninho que não agradou nem um pouco aos fãs.
 
Fica aí o saudosista príncipe Adam e os defensores do Universo.

sábado, 12 de setembro de 2009

THUDERCATS

    Na década de 80, surgiram muitos desenhos animados de qualidade. Thundercats conseguiu emplacar como um grande sucesso entre tantos outros já consagrados. O estúdio Rankin/Bass (EUA) foi o responsável pela riqueza de detalhes e a animação de primeira linha que chamaram e chamam até hoje a atenção de qualquer um que assista aos episódios.
    Thundercats entrou no ar em 1985, ano que muitos consideram como o ápice dos desenhos animados da década, e estreou já causando furor, conseguindo ficar constantemente entre os líderes de audiência. A série conta a história de sete personagens de uma espécie meio-homem/meio-gato, que fogem de seu planeta natal à beira da destruição, Thundera, para chegar no terceiro mundo - um planeta parecido com a Terra. Neste grupo de felinos estão incluídos Lion-O, líder dos Thundercats apesar de parecer um tanto quanto inexperiente para isso; Panthro, mecânico e mestre em artes marciais que usa seu nunchaku para combater os seres hostis que encontra; Tygra, o cientista do grupo, possui uma boleadeira com o poder de torná-lo invisível; Cheetara, capaz de desenvolver uma velocidade fora do normal enquanto corre e usa seu bastão acrobático para se defender; Wilykit e Wilykat são as crianças do grupo, dois irmãos que possuem bombas de gás para qualquer eventualidade; e por último, mas não menos importante, Snarf, protetor de Lion-O e responsável pelo lado mais cômico da série.
    Mas eles encontram dificuldades no terceiro mundo, onde habita Mumm-Ra, um ser semelhante a uma múmia que vive numa pirâmide mística, mais especificamente dentro de um sarcófago. Volta e meia evoca espíritos do mal para transformá-lo numa entidade mais poderosa capaz de enfrentar os Thundercats, mas assim que vê seu reflexo em algum lugar, volta ao antigo estado decadente. Junto com Mumm-Ra age um grupo de mutantes vindos também de outro planeta, Plun-Darr: Chacal, Simeano, Abutre e Escamoso.
    Os Thundercats tiveram que se adaptar ao seu novo habitat e para isso construíram a Toca dos Gatos, uma fortaleza monumental capaz de abrigá-los e protegê-los de ataques inimigos, graças aos avançados esquipamentos de rastreamento e artilharia. O que merece destaque no arsenal dos felinos é o famoso Thundertank. Construído por Panthro, é capaz de enfrentar quase qualquer tipo de terreno. Possui diversas armas e nele é possível transportar todos os Thundercats. É um veículo versátil e muito original. Aliás, originalidade é um fator constante nesta série animada. Todo o universo criado em Thundercats continua sendo extremamente inovador apesar de produzido há quinze anos. Exemplo disto é a espada usada por Lion para se defender. A Espada Justiceira (Sword of Omens) tem um visual magnífico. Ela traz o Olho de Thundera, símbolo dos Thundercats - e que símbolo! - em posição de destaque, e ornamentos ao seu redor dão o acabamento. Além disto, ela tem poderes muito interessantes. Quem não se lembra de Lion gritando "Thunder, thunder, Thundercats... Hooooo!" enquanto brandia sua espada no ar para chamar seus amigos onde quer que estivessem? Ou então da frase "Espada Justiceira, dê-me a visão além do alcance", que fazia o Olho de Thundera mostrar a Lion-O uma imagem de algo acontecendo longe de onde estava. São frases que ficaram tatuadas na memória de qualquer fã da série.
    Infelizmente Thundercats deixou de ser produzida em 1986, ficando ainda muito a ser explorado por seus criadores. Mas com certeza deixou sua marca no segmento da animação. Este desenho tão denso artisticamente e capaz de gerar tantos produtos no mercado - que variavam de bonecos e veículos de brinquedo a lancheiras e réplicas de plástico da Espada Justiceira ? mostra o quanto que a indústria de animação está devendo ao seu público atualmente. "Thunder, thunder, Thundercats... Hooooo!"



    Hoje muitos boatos circulam na internet, que os Thundercats voltarão, agora nas telonas, no fim de 2010. Para os amantes dos homens-felinos, resta esperar e torcer para que os boatos sejam todos verdade.


domingo, 6 de setembro de 2009

. GRAVATA SLIM - Moda&Comportamento

Com a intenção inicial de proteger o pescoço masculino do calor do sol e algumas vezes, para limpar o suor, a gravata e sua utilização atravessou anos, versões e estilos para ser considerada hoje, um grande símbolo do poder e da vaidade masculina.


Inicialmente utilizada como lenço, foi indispensável para os soldados do Exército da Roma Antiga. Sua finalidade? De estancar sangue de soldados feridos nas disputas à higienização e limpeza da boca. Por volta do ano de 1800, o ato de um cavalheiro tocar o lenço do outro era atitude que poderia causar, acredite se quiser, duelo entre os envolvidos.

O artigo já passou por algumas mudanças de formato, já foi conquistado pelas mulheres e até ganhou o nome de um inseto (borboleta), para por fim, chegar ao padrão convencional já conhecido atualmente. E se antigamente, uma das suas versões era aquela que incluía um nó e alguns babados em formato de cascata, hoje a moda formal masculina nos propõe uma versão mais fina.

A gravata slim (“gravata magra”), é a nova tendência para os machões que gostam de se vestir bem e ao mesmo tempo ser moderno e elegante. São versões mais finas e práticas da peça que, se usadas adequadamente com calças sociais (que também estão mais “magras”), ou com jaquetas sport (aquelas jaquetas de couro no estilo John Travolta; remetem ao estilo de roupas de rock), compõem um look espetacular.

As gravatas convencionais que tinham cerca de 10 cm, agora estreitam-se, passando a ter cerca de 8 a 6 cm. Por muito tempo, as gravatas slim, foram inspiração para bandas de rock, como Beatles e ainda continuam sendo, para bandas como The Strokes.

Na repaginada, as cores variam nas tonalidades do preto e do cinza, e as estampadas trazem listras inclinadas, geralmente nas tonalidades de azul marinho com branco. Esse tipo de gravata tem melhor caimento em pessoas mais magras. Utilize com peças mais ajustadas ao corpo, para não ficar desproporcional.


Na hora da compra, não se esqueça de levar sua régua. Quanto mais estreita, mais legal!
Até semana que vem.

Abraço!
Kim Raphael ( K.K.)

IMAGENS: 1– Modelos estampados da gravata slim; 2- Do lado esquerdo modelo usa a gravata com roupa social e do lado direito, modelo usa a gravata de uma maneira mais despojada; 3- Modelos usam a gravata slim nas cores preta e cinza. Todas as imagens foram encontradas no http://google.com.br/

sábado, 29 de agosto de 2009

.WAYFARER - moda&comportamento

Seguindo a tendência de objetos antigos que invadem o século atual, tornando-se objetos de desejo de muita gente, podemos encontrar o Ray-Ban Wayfarer, criado e desenvolvido pela marca de óculos RAY-BAN, desde o ano de 1952.
Foi entre 1950 e 1960 que estes modelos atingiram popularidade, quando vistos nos olhos da atriz Audrey Hepburn no filme “Breakfast at Tiffany’s”.

Considerados os modelos mais procurados desde então, só perdendo para os também famosos e antigos “Aviators Ray-Ban” (aqueles óculos usados por pilotos de aviões, que também são show de bola), os wayfares voltam com força total e são ícones indispensáveis para os moderninhos de plantão.

Hoje em dia, podem ser encontrados em diferentes tamanhos e cores diferenciadas. Sites e lojas disputam a venda dos produtos lincando preço e qualidade. Preocupe-se apenas com o que melhor se adapte ao seu estilo; sem esquecer, claro, de garantir a saúde dos seus olhos, adquirindo apenas aqueles modelos que possuam proteção UVA.



Se você gostou e quer adquirir o seu modelo ou se você não gostou e quer presentear alguém, segue abaixo o link de um site bacana que conta com vários modelos do óculos wayfarer:
http://www.wayfarer.com.br/index.php?cPath=21&osCsid=3d174ac8d2c542dbe4eab0ca8cf3f414
...
ou entre em contato com JÚNIOR pelo e-mail:
tidus.junior@gmail.com

É isso.
Adquira o seu modelo e entre nessa tendência.
Fico por aqui e logo trago mais novidades para vocês.
Abração !!
Kim Raphael ( K.K.)

IMAGENS: 1- Modelo utilizado pela atriz Audrey Hepburn no filme Breakfast at Tiffany’s; 2- Versões modernas e personalizadas do wayfarer; 3- Modelos utilizam as versões atuais dos óculos.